Contactual Contabilidade

Notícias

Contabilidade para startups: 5 dicas para superar os desafios e transformá-los em soluções

Especialista da Abrapsa explica como usar a área contábil com estratégia para tracionar o crescimento

Autor: Kaina SpyridionFonte: A Autora

Nos últimos anos, o ecossistema de startups tem experimentado um crescimento exponencial em todo o mundo. Com inovações tecnológicas e novos modelos de negócios surgindo a cada dia, o setor de contabilidade tem sido desafiado a se adaptar e fornecer soluções adequadas para as necessidades específicas dessas empresas.

Eduardo Luque, vice-presidente da Associação Brasileira de Provedores de Serviço de Apoio Administrativo (Abrapsa), afirma que as startups apresentam questões próprias para profissionais da contabilidade: “São muitos pontos de atenção, desde o fluxo de caixa, muitas vezes mais volátil do que em empresas tradicionais, até as conformidades regulatórias e fiscais, que podem se encaixar em espaços não muito conhecidos por partirem de atuações inovadoras”.

Apesar dos desafios específicos, existe o outro lado da moeda: a contabilidade pode ser um auxílio estratégico para que as startups economizem recursos e avancem no crescimento, vital para sua sobrevivência. O segredo está em focar a atuação dos especialistas contábeis nos setores certos:

1. Foco na Atração de Investidores

A contabilidade desempenha um papel fundamental na atração de investidores e na demonstração da saúde financeira da startup. Certifique-se de que sua contabilidade esteja organizada e destacando pontos de interesse para aumentar as chances de aportes em rodadas de investimento.

“A organização pode ser desenvolvida não apenas para manter tudo em ordem, mas a partir da noção de que os investidores estarão de olho. Uma contabilidade organizada é sempre essencial em qualquer caso, mas ao unir esse tipo de expertise com a dos empreendedores, é possível destacar pontos que chamam mais a atenção e aumentam as chances de aportes em rodadas de investimento”, explica Luque.

2. Relatórios Financeiros Estruturados

Para transmitir confiança aos investidores e outras partes interessadas, estruture seus relatórios financeiros de maneira precisa, destacando métricas-chave e indicadores de desempenho relevantes. Isso é fundamental para manter todos atualizados e em conformidade com contratos.

3. Conformidade Regulatória

Mantenha-se atento à conformidade regulatória. O não cumprimento das obrigações regulatórias pode resultar em multas e prejudicar a reputação da startup. A área contábil deve acompanhar as mudanças e garantir que todos os movimentos sigam os regulamentos.

Eduardo diz que à medida que as empresas crescem e se expandem, surgem alguns riscos de desencontros fiscais. O não cumprimento das obrigações regulatórias pode resultar em multas e penalidades significativas, além de prejudicar a reputação da startup. Quando a área contábil da empresa está de olho em todas as mudanças e garante que novos movimentos seguirão os regulamentos, pode-se evitar perdas significativas.

4. Reconhecimento de Receita e Gestão de Fluxo de Caixa

Utilize a contabilidade para o reconhecimento adequado de receita e para a gestão em tempo real do fluxo de caixa. Isso é vital para manter a saúde financeira da startup e tomar decisões informadas.

“Há ainda mais áreas nas quais a contabilidade pode ser muito útil para as startups, como no reconhecimento de receita, gestão em tempo real do fluxo de caixa, contabilização de opções de ações (quando utilizado como meio de remuneração pela empresa) e avaliação e registro de ativos intangíveis — esse último bastante comum no mundo das startups, que costumam possuir tecnologia proprietária como ativos, completa o especialista.

5. Avaliação de Ativos Intangíveis

Muitas startups possuem ativos intangíveis como tecnologia proprietária. Certifique-se de que esses ativos sejam avaliados e registrados corretamente na contabilidade, pois eles representam um valor significativo para a empresa.

O importante, acima de tudo, é entender a área contábil como uma peça no tabuleiro estratégico da startup, ao invés de um setor à parte. "A contabilidade estratégica ajuda as startups a tomar decisões informadas com base em análises financeiras sólidas", ressalta Luque. “Unindo essa visão com ferramentas e sistemas contábeis avançados e profissionais qualificados, o sucesso do negócio se torna muito mais provável.”

Sobre a Abrapsa

Fundada em 2006, a Associação Brasileira de Provedores de Serviço de Apoio Administrativo (Abrapsa) reúne empresas de destaque no segmento com o interesse comum de promover o Business Process Outsourcing (BPO) no Brasil. O BPO, ou terceirização de processos de negócios, é uma estratégia de adoção de serviços terceirizados em áreas como gestão, tecnologia, contabilidade, folha de pagamento, apuração de impostos, fiscal, entrega de obrigações acessórias, financeiro, entre outras, para aumentar o desempenho empresarial, fomentar a colaboração, reduzir riscos e incrementar a transparência. A entidade sem fins lucrativos reúne as principais empresas de serviços, apoio e gestão para terceiros na execução de processos de negócios de suporte para as áreas administrativa, financeira e de recursos humanos no País.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Melhores

Agenda Tributária

Agenda de Obrigações
Período: Fevereiro/2024
D S T Q Q S S
    010203
04050607080910
11121314151617
18192021222324
2526272829

Cotação Dólar

Indicadores diários

Compra Venda
Dólar Americano/Real Brasileiro 4.9696 4.9717
Euro/Real Brasileiro 5.3726 5.3806
Atualizado em: 29/02/2024 13:00